Uma gestão mais sustentável na
Indústria Farmacêutica


empresa

Takeda Farmacêutica


informações

Entre as 10 principais farmacêuticas do país


Cliente desde

2019


Solução

Módulo Gestão Interna


desafio

Controle de informações;
Alimentação de planilhas;
Visão geral dos resíduos;
Tomada de ações geradoras de resultados.


Ganhos

Redução de 50% no uso de aterros sanitários;
Segurança e confiança nas informações;
Aumento de produtividade.

Takeda: Os reflexos da Indústria 4.0

Como toda farmacêutica, a Takeda gera diversos tipos de resíduos diariamente. O gerenciamento dessas informações, quando realizado em diferentes planilhas, tornava-se um desafio para a indústria, dificultando uma visão global de toda geração de resíduos. Neste cenário, fez-se necessário usar um sistema único de controle de toda a operação que gerasse redução de perdas produtivas e de custos, direta ou indiretamente.

O projeto foi desenvolvido em parceria com a PlataformaVerde por uma necessidade de introduzir o conceito e as práticas da indústria 4.0 na área ambiental. A solução teve como objetivo facilitar o controle operacional e as movimentações internas, centralizando toda a documentação e informação necessária para a gestão de resíduos em um único local, de fácil acesso e com vasta flexibilidade. A PV auxilia, com uma visão holística, a farmacêutica a atingir seu propósito de Aterro Zero. Além disso, o software ajuda o cliente a entender como e onde os resíduos são gerados, eliminando ou reduzindo o problema na raiz.

A Takeda enxerga e já pôde comprovar diversos ganhos com a utilização da PlataformaVerde . Com a implementação da solução, foi possível enxergar mais segurança e confiança de suas informações, concentradas em um único ambiente. Ou seja: o gerenciamento de informações não fica espalhado em diversos softwares e planilhas. A ferramenta trouxe mais flexibilidade no sistema de gestão, otimizando o tempo e a produtividade dos colaboradores. A empresa também obteve resultados significativos em seu projeto de Aterro Zero: no primeiro semestre de 2019, já conseguiu reduzirem mais de 50% o envio de resíduos para estes locais.

"Com a aquisição do sistema nós conseguimos entender quais resíduos encaminhávamos para aterro, quais as quantidades geradas e a partir daí estabelecemos projetos para redução. De janeiro até agora, já reduzimos mais de 50% os envios de resíduos para aterros com a utilização da PV, com seu controle fácil e objetivo."

Leonardo Cerdeira Alves
Responsável pela Área de Meio Ambiente