Resíduos Eletroeletônicos no Brasil – Um problema grave!

Você sabe o que são os Resíduos Eletroeletrônicos? Quais são os impactos ambientais que esse tipo de resíduo causa no meio ambiente?

Confira o conteúdo do blog de hoje para sanar essas e outras dúvidas sobre o assunto!

1. O que são Resíduos Eletroeletrônicos?          

Também chamado de resíduo eletrônico, REEE , é um dos grandes desafios da gestão de resíduos em todo o planeta, visto que o número de produção deste material aumenta cerca de 4% a cada ano. De acordo com a Organização das Nações Unidas – ONU, este é o tipo de ‘lixo’ que mais cresce no mundo.

Quando pensamos em REEE, temos em mente, em um primeiro momento, produtos como CPUs e componentes (fontes, placas eletrônicas, memórias, processadores, e outras partes); Monitores; Peças periféricas como teclados, mouses, fones de ouvido; Aparelhos telefônicos e celulares, e muitos outros.

A GreenEletron, operadora logística sem fins lucrativos de eletroeletrônicos, traz uma caracterização deste tipo de resíduo, confira:

  1. Grandes equipamentos: geladeiras, freezers, máquinas de lavar, fogões, ar-condicionado, microondas, grandes TVs, etc.
  2. Pequenos equipamentos e eletroportáteis: torradeiras, batedeiras, aspiradores de pó, ventiladores, mixers, secadores de cabelo, ferramentas elétricas, calculadoras, câmeras digitais, rádios, etc.
  3. Equipamentos de informática e telefonia: computadores, tablets, notebooks, celulares, impressoras, monitores e outros.
  4. Pilhas e bateria portáteis: pilhas modelos AA, AAA, recarregáveis, baterias portáteis de 9 V, etc.

Esses produtos contêm diferentes componentes que podem ser desmontados, reciclados e usados como matéria-prima para fabricação de novos materiais. Por isso, a reciclagem é tão importante, pois contribui para a redução da extração de recursos da natureza, além de gerar novos empregos.

Agora que você já sabe o que é um REEE, aposto que já conseguiu identificar aí na sua casa algum produto que deve estar guardado em algum cantinho!

E qual será a problemática e o cenário deste tipo de resíduo no Brasil?

  1. Problemática e Cenário do Lixo no Brasil

Infelizmente, mais de 53 milhões de toneladas de equipamentos eletroeletrônicos e pilhas são descartadas incorretamente em todo o mundo, de acordo com a Global E-Waste Monitor. Este dado foi exposto na última pesquisa realizada pela GreenEletron, no Relatório de Resíduos Eletrônicos no Brasil, de 2021.

O dado alarmante traz à tona uma realidade grave: estamos perdendo a oportunidade de reduzir a extração de recursos naturais ao não enviar esses resíduos para fins mais sustentáveis, como a reciclagem.

E o Brasil precisa evoluir muito neste assunto: somos o 5º maior produtor de REEE do planeta, ocupando o primeiro lugar América Latina. Tal informação pode gerar um choque, mas torna esse debate ainda mais urgente: precisamos avançar em medidas e práticas mais sustentáveis em relação a esse tipo de resíduo, e a reciclagem de eletroeletrônicos é um dos melhores caminhos!

Graças a Lei 12.305/10, a Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS, temos algumas diretrizes no que diz respeito a logística reversa e reciclagem destes REEEs.  A Lei define metas para os fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes sobre a quantidade de Pontos de Entrega Voluntária (PEV) que devem ser instalados, visando conter o avanço do descarte incorreto dos componentes, equipamentos, pilhas e outros.

  1. Como você pode ajudar a diminuir esse impacto?

Atualmente, temos dois principais caminhos para descartar corretamente os REEEs. O primeiro, é a devolução direto do resíduo ao fabricante. Diversas marcas de produtos já possuem pontos de recebimento para equipamentos que estão em desuso, garantindo dessa maneira, que estes materiais serão encaminhados para um sistema de logística reversa e receberão um destino adequado.

O segundo é buscar um ponto de coleta voluntária (PEV) mais próximo da sua residência. A GreenEletron possui instalado mais de 620 Pontos de Entrega Voluntária de eletroeletrônicos em 12 estados e no DF, além de outros quase 7 mil exclusivos de pilhas nacionalmente!

Você sabia que 85% dos brasileiros mantêm algum tipo de equipamento elétrico ou eletrônico, que não funciona mais, guardado em casa?

Para procurar o local de descarte mais próximo, e ajudar o meio ambiente, clique aqui!

Basta indicar o tipo de resíduo e a sua localização para saber qual é o ponto de coleta mais próximo de você.

Vale ressaltar que, na natureza, os REEEs podem liberar metais pesados (como mercúrio, chumbo, cádmio e níquel), que fazem parte da composição de alguns produtos elétricos e eletrônicos, contaminando o solo e penetrando-o até poluir lençóis freáticos.

Além disso, por demorarem muitos anos para se decomporem, os resíduos eletrônicos em aterros causam uma superlotação, agravando ainda mais a problemática ambiental.

De acordo com a GreenEletron, mais de 60 elementos podem ser usados na produção de aparelhos eletrônicos e a reciclagem destes resíduos eletrônicos pode ajudar diretamente na redução da extração de novas matérias primas!

Socialmente, a reciclagem também gera oportunidade de renda para família em estados de vulnerabilidade, onde cooperativas de reciclagem desenvolvem mão-de-obra especializada e novos postos de trabalho.

Além de promover uma maior circularidade de recursos chave, ao destinar corretamente seus resíduos eletrônicos você está colaborando diretamente pela sustentabilidade do planeta.

Juntos somos mais fortes!